Storyboard

De acordo com Martin e Hanington (2012) storyboards constituem e representam narrativas gráficas de um contexto de uso de um produto (conforme figura abaixo). Às vezes são associadas a rápidas descrições textuais. Segundo os autores, elaborar storyboards ajuda “a capturar visualmente os fatores sociais, ambientais e técnicos importantes que moldam o contexto de como, onde e porque as pessoas engajam-se com produtos” (MARTIN e HANINGTON, 2012 p.154). Segundo Cybis (2010) essa técnica representa a interação dos usuários com produtos em ambiente de trabalho. “Ela corresponde ao detalhamento de um cenário de uso especificado para o sistema, consistindo em uma sequência de desenhos representando não só os esboços de telas, mas também os elementos do contexto (usuários, equipamentos, móveis, telefones, colegas, etc.)” (CYBIS, 2010 p.181). Segundo o autor, elas devem ser avaliadas e validadas pelos usuários e especialistas com base em heurísticas. Desta forma, para desenhar as narrativas gráficas o autor recomenda o uso de folhas de papel grandes que possam ser coladas nas paredes do ambiente de trabalho no intuito de serem constantemente observadas e analisadas.

storyboard

Fonte: Cybis (2010 p.181)

 

Texto extraído da tese de doutorado do professor Heli Meurer intitulada:
FERRAMENTA DE GERENCIAMENTO E RECOMENDAÇÃO COMO RECURSO NA APRENDIZAGEM BASEADA EM
PROJETO EM DESIGN DIGITAL