Editoração e Diagramação

Para que o processo de editoração e diagramação tenha início, autores como Götz (2002), Müller-Brockmann (2007), Lupton e Phillips (2008), Samara (2007 e 2010) e Elam (2010) recomendam categoricamente a elaboração e uso de grids (sistemas de malhas estruturais, modulares e diagramacionais). Gomes e Medeiros (2005) defendem o uso das malhas como auxílio “tanto na construção de estruturas geométricas e na adequação de proporções, quanto no projeto de diagramas que suportam a apresentação de desenhos para o produto industrial gráfico”. Segundo os autores, todo e qualquer produto deve ser, tanto no plano teórico (filosófico) quanto no plano prático (matemático), inserido em uma malha estrutural.

“Em primeiro lugar, um grid introduz uma ordem sistemática num leiaute, diferenciando tipos de informações e facilitando a navegação entre eles. O grid permite que o designer diagrame rapidamente uma quantidade enorme de informação. […] Ele também permite vários colaboradores no mesmo projeto, ou numa série de projetos correlatos ao longo do tempo, sem comprometer as qualidades visuais definidas ao se passar de um objeto para outro” (SAMARA, 2007 p.22).”

De acordo com Lupton e Phillips (2008) diferentes produtos, com formatos específicos e distintas funções requerem o uso de diferentes tipos de grids. Cabe à equipe investigar qual o melhor grid para o seu caso. Conforme Kalbach (2010) o design digital muitas vezes necessita atender a multiplataformas com variadas configurações de telas, o que possibilita o desenvolvimento de leiautes responsivos, ou seja, que se adaptam a essas variações. Para isso, é necessário também pensar em grids que atendam essas variações.

editoracao

Fonte da Figura: Elaborado por Gustavo Bernardes Amaral. Design Uniritter, Trabalho de conclusão de curso, 2011.

O projeto E como modelo de ABP recomenda que a editoração se baseie na arquitetura da informação estabelecida pelos wireframes arquiteturais definidos na reconstrução, de acordo com a identidade gráfico-visual que estará sendo desenvolvida simultaneamente ou então, já pré-existente.

Texto extraído da tese de doutorado do professor Heli Meurer intitulada:
FERRAMENTA DE GERENCIAMENTO E RECOMENDAÇÃO COMO RECURSO NA APRENDIZAGEM BASEADA EM
PROJETO EM DESIGN DIGITAL