Aprendizagem baseada em projetos

O objetivo do Projeto E como modelo de aprendizagem baseada em projetos (ABP) não é somente ensinar a desenvolver bons produtos digitais. Acredita-se que sua principal contribuição esteja no ensino de conhecimentos e habilidades que vão além das que são importantes na simples ação de projetar. Sabe-se que no meio profissional, são exigidos conhecimentos e habilidades superiores (Moursund, 2004), importantes para o crescimento e o sucesso, tais como, liderança, comunicação, argumentação, autogestão, autoavaliação, entre outras. Desta forma, através do uso desse modelo de aprendizagem em disciplinas de projeto digital, pretende-se: (1) envolver os alunos em projetos que tenham conexões com a realidade, (2) motivá-los a investigar novas possibilidades e aplicar e demonstrar o que aprenderam, (3) orientá-los a colaborar entre si e com a sociedade e comunicar suas expectativas, (4) incentivá-los a discutir e refletir sobre a importância de suas ações no contexto social no qual estão inseridos e (5) convidá-los a planejar e projetar soluções e produtos inovadores.

É importante salientar que, assim como outros modelos de aprendizagem, o Projeto E como modelo de ABP requer a conscientização dos professores para que compreendam que seu papel como educadores tende a se modificar (Mergendoller et al., 2006). Provavelmente não serão mais reconhecidos como centro do conhecimento e sim, como gestores de projetos. Serão convidados a orientar e motivar seus alunos a realizar seus projetos de forma autônoma e independente. Por outro lado, alunos que estão envolvidos em projetos, conforme Markam (2012) terão a oportunidades de tomar decisões sobre como pretendem realizá-los e quais resultados pretendem alcançar. Para isso, terão que assumir riscos e desenvolver o pensamento crítico, a disciplina e a capacidade de organização e planejamento, e principalmente, a iniciativa para a investigação.

info

 

Na figura acima, é possível observar um infográfico que apresenta a estrutura do Projeto E como modelo de ABP. Sua evolução ocorre de maneira espiralada, o que permite compreendê-lo como uma macroestrutura que evolui em torno de uma base inicial e que vai se desenvolvendo à medida que novas técnicas e métodos forem experimentados e executados. A metáfora da espiral também permite demonstrar com facilidade os retornos e realimentações que muitas vezes são demandadas pelo processo para que os resultados sejam satisfatórios.

Nenhum comentário »